Páginas

16 setembro 2012

O Inverno das fadas - Carolina Munhóz




Autora: Carolina Munhóz
Páginas: 304 páginas
Ano: 2012

O inverno das fadas conta a história de Sophia, uma Leannan Sidhe (fada Amante) que se apaixona por um humano que deveria ser apenas mais uma de suas caças.
 Assim como os amores épicos entre entidades predadoras (como vampiros) e meros humanos, Carolina Munhóz  nos apresenta ao amor de William e Sophia, onde eles tem de encontrar uma forma de ficarem juntos sem se destruírem.

Minha Opinião

Péssima proza. Tem o inicio e até mesmo alguns trechos bem confusos, achei a história bem fraquinha e bem vulgar, dando a impressão que o tema não é o amor deles em si.


Sobre a altora

Tive a sorte de conhecer a Carolina Munhóz e achei ela um amor de pessoa. Super simpática, agradável e ela realmente parece realmente gostar do que faz. Então eu fico aqui torcendo para que o próximo livro dela supere o primeiro, e que tenha muitas e muitas resenhas de seus livros aqui!!!


 B.

05 agosto 2012

Resenha - O resgate do tigre ( Colleen Houck)




Resenha

O Segundo livro da série a “Maldição do Tigre” conseguiu me cativar ainda mais que o primeiro. Achei o primeiro muito Indiana Jones, mas o segundo tem o que eu poderia nomear como um “Horizonte mais amplo”. É um livro super envolvente e é empolgante do começo ao fim.
 Sou totalmente apaixonada pelo Kishan.

Depois de deixar seu grande amor na India, Kelsey volta para casa. Porem por mais que tente voltar a levar uma vida normal com preocupações como estudos, amigos, novos pretendentes e família seus pensamentos continuam a voltar para selvas exuberantes e os olhos azul cobalto de seu tigre.
No segundo livro da saga, Ren é sequestrado, e para poderem resgatar ele Kishan e kelsey vão atrás do segundo presente da deusa Durga. Dessa vez eles tem como destino o mundo de Shangri-la, um paraíso em pleno Tibete. Eles terão de passar por desafios que irão testa-los, enfrentar monstros e criaturas mitológicas em uma aventura com fadas, sereias e muito mais.


Entrevista com a altora legendada pela Editora arqueiro.




Você pode compra-lo Aqui!

Prólogo


De volta para casa.

Agarrei-me ao assento de couro e senti o coração dispararenquanto o avião particular ganhava o céu, afastando-se da Índia. Tinha certeza de que, se soltasse o cinto de segurança, atravessaria opiso e mergulharia numa queda livre em direção às selvas lá embaixo. Somente assim eu me sentiria inteira novamente. Eu havia deixadomeu coração na Índia e podia sentir sua ausência em meu peito. Tudoo que restava de mim era uma casca vazia, entorpecida e sem sentido. A pior parte era que... eu tinha feito isso a mim mesma. Como pude me apaixonar? E por alguém tão... complicado?Os últimos meses tinham voado. Não sei como, de um trabalho no circo, e partira numa viagem para a Índia com um tigre

 que vinha a ser um príncipe indiano

e travara batalhas contra criaturas imortais, tentando juntar os pedaços de uma profecia perdida. Agora minha aventura havia chegado ao fim e eu estava sozinha. 
Era difícil acreditar que apenas alguns minutos antes eu tinha dito adeus Sr. Kadam. Ele não falara muita coisa. Havia se limitado a dar tapinhas em minhas costas enquanto eu o abraçava com força, sem querer soltá-lo. Por fim, o Sr. Kadam se libertara dos meus braços, murmurara algumas palavras na tentativa de me tranquilizar e me entregara aos cuidados de sua tatatataraneta, Nilima. Felizmente, no avião, Nilima me deixou sozinha. Eu não queria a companhia. Ela de ninguém. Ela me serviu o almoço, mas eu não conseguia nem pensar comer. Sabia que estaria delicioso, porém tinha a sensação de estar andando perto de areia movediça. A qualquer segundo poderia ser sugada para um abismo de desespero. A última coisa que eu queria era comer. Sentia-me desgastada e inútil, como o embrulho amassado de um presente de Natal. Nilima retirou a refeição e tentou me seduzir com minha bebida favorita

água bem gelada com limão

, mas eu a deixei na mesa. Fiquei olhando para o vidro sabe-se lá por quanto tempo, observando a água se condensar no exterior do copo, formando gotículas que escorriam lentamente e empoçavam em torno da base. Tentei dormir, esquecer tudo por pelo menos algumas horas, mas aquela tranquilidade estava fora do meu alcance. Pensamentos sobre meu tigre branco e a maldição secular que o aprisionava disparavam em minha mente enquanto eu examinava o espaço ao redor. Eu fitava o assento do Sr. Kadam vazio à minha frente, olhava pela janela ou observava uma luz piscando na parede. De vez em quando me voltava para minha mão, traçando com o dedo o lugar onde o desenho de hena feito por Phet já não era mais visível. Nilima voltou trazendo um MP3 player com milhares de músicas. Várias eram de artistas indianos, mas a maior parte era de americanos. Rolei a tela em busca das canções de amor mais tristes, pus os fones nos ouvidos e apertei o PLAY. Abri o zíper da mochila para pegar a colcha de minha avó e só então lembrei que havia embrulhado Fanindra com ela. Puxando as 
pontas da colcha, espiei a cobra dourada, um presente da deusa Durga, e a coloquei ao meu lado no braço da poltrona. A joia encantada estava enroscada, descansando

ou pelo menos era o que eu supunha. Esfregando-lhe a cabeça dourada e lisa, sussurrei:

Você é tudo que eu tenho agora. Estendendo a colcha sobre minhas pernas, recostei-me na poltrona reclinada, olhei para o teto do avião e fiquei ouvindo uma
canção chamada “One Last Cry” Mantendo o volume baixo, coloquei
Fanindra no colo e acariciei os anéis reluzentes de seu corpo. O brilho verde dos olhos preciosos da cobra iluminava suavemente a cabine do avião e me consolava, enquanto a música preenchia o vazio em minha alma.

25 julho 2012

Inatividade do blog

Em geral por falta de tempo. Tenho vários compromissos e não da para me dedicar ao blog da forma que eu queria. Logo logo espero que isso mude. Até la.

22 janeiro 2012

Fotos de pneus jogados na calçada. Negligencia e perigo.

  Eu estava saindo do meu trabalho um dia desses e me deparei com algo que achei muito perigoso, ainda mais com todas as chuvas que temos essa época do ano. Ao lado do meu trabalho tem um montão de arvores mas tirando esse espaço é uma area urbana, com muitas casas. Minha amiga e eu resolvemos tirar algumas fotos então vou mostrar aqui.





Um parque de diversões para o nosso amiguinho aedes aegypti né?

21 janeiro 2012

Série Dream High!





Sinopse: Dream High significa "sonhando alto", e conta a história de 6 estudantes da Kirin Art High School, uma escola na Coréia doSul que é especializada em treinar e fazer estreiar grandes artistas da música pop sul coreana e mundial. Hye Mi, Jon Guk, Sam Som Dong, Pil Suk, Gae Hae e Jason são alunos talentosos, mas que tem problemas mal resolvidos consigo mesmos, precisando passar por diversas situações na nova escola para poderem crescer e se tornar bons artistas.






   Essa é a ultima série que assisti. Eu realmente amei ela. A maioria dos personagens principais realmente são cantores, o que achei bem legal. A história é cativante e a trilha sonora maravilhosa. Vou colocar uma listinha com alguns videos. Vale conferir!!
  Para quem está pensando em assistir eu recomendo que assista só o primeiro e talves video para não perder a graça.













Da para fazer o download por esse blog -> Best of 2PM!

More than words - Extreme

                           
    More than words - Extreme

                                                                                                                       

Saying 'I Love you'
Is not the words I want to hear from you
It's not that I want you not to say
But if you only knew
How easy it would be to show me how you feel      
                            

More than words                                              

Is all you have to do to make it real
Then you wouldn't have to say                                 
That you love me 'cause I'd already know                                  
What would you do if my heart was torn in two?                      
                          

More than words to show you feel

That your love for me is real

                           

What would you say if I took those words away?
Then you couldn't make things new
Just by saying 'I love you'

                               

More than words      




Now that I've tried to

Talk to you and make you understand
All you have to do is
Close your eyes and just reach out your hands
And touch me, hold me close
Don't ever let me go

More than words

Is all I ever needed you to show
Then you wouldn't have to say
That you love me 'cause I'd already know

What would you do if my heart was torn in two?
More than words to show you feel

That your love for me is real

What would you say if I took those words away?
Then you couldn't make things new

Just by saying 'I love you'



*Eu concordo totalmente com essa letra.

Desmatamento zero!

Templates grátis free